South American Division

Novo Livro Adventista Destaca o Autismo e a Inclusão na Igreja

O material traz estratégias de acolhimento para fortalecer a parceria entre família e igreja, na inclusão de crianças e adolescentes autistas.

O lançamento do livro sobre o autismo aconteceu em evento para administradores da Igreja no RJ, MG e ES.

O lançamento do livro sobre o autismo aconteceu em evento para administradores da Igreja no RJ, MG e ES.

[Foto: Paulo Donna]

Um novo estudo destaca a importância da inclusão de crianças e adolescentes autistas na Escola Sabatina, promovendo parcerias entre igreja e família. O livro "Autismo na Igreja: a importância da parceria de professores e pais na inclusão da criança e adolescente" ressalta a necessidade de considerar cada indivíduo como valioso e necessário para a comunidade, buscando potencializar suas habilidades cognitivas, sociais, emocionais e psicológicas.

O livro, que é a continuidade de um trabalho anterior, foi produzido por Jaqueline Kalbermatter, Suzete Águas, Edna Rosa Correia e Aline S. F. Venâncio. Ele foi lançado na Comissão Plenária Diretiva da Igreja Adventista para os estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo e Minas Gerais, nesta segunda-feira, 20 de maio.

O livro é continuidade de projeto anterior que fala sobre a parceria entre igreja e família no acolhimento de pessoas autistas.
O livro é continuidade de projeto anterior que fala sobre a parceria entre igreja e família no acolhimento de pessoas autistas.

Segundo a líder dos Ministérios de Criança e de Adolescentes, Suzete Águas, o objetivo é oferecer estratégias práticas para promover a inclusão e fortalecer laços entre a igreja e as famílias de crianças com autismo, com o primeiro volume focado em professores e este segundo voltado para as famílias.

Suzete Águas é uma das autoras do livro.
Suzete Águas é uma das autoras do livro.

“A família da criança/adolescente autista precisa de acolhimento, empatia e envolvimento. Espera-se, que as estratégias propostas favoreçam a parceria entre professores e pais na inclusão. O processo da inclusão não é rápido, mas é possível alcançar com perseverança e persistência”, ressalto Suzete.

Assista a um podcast especial sobre o livro e a temática:

A versão original deste artigo foi publicada pelo site de notícias da Divisão Sul-Americana em português.

Inscreva-se para receber nossa Newsletter semanal

Tópicos Relacionados

Mais tópicos