Professor Brett Mitchell. [Foto: Maddy Voinea]

South Pacific

Uma Menção no Dia da Austrália: Novo Título Para Professor de Enfermagem de Avondale

O professor Brett Mitchell foi reconhecido por seu trabalho na prevenção de infecções.

Brenton Stacey

Um professor da Universidade de Avondale, internacionalmente reconhecido, foi incluído este ano na Lista de Honra do Dia da Austrália “por seus serviços significativos à enfermagem, especialmente na prevenção e controle de infecções”.

O Professor Brett Mitchell recebeu a distinção de Membro da Divisão Geral da Ordem da Austrália. Segundo ele, a mera consideração para tal prêmio já foi surpreendente. Para o professor, ser aprovado pelo governador-geral como Chanceler da Ordem da Austrália, é “uma grande honra”.

“Eu aceito esta distinção em homenagem a todos os outros enfermeiros que contribuem significativamente para o cuidado ao paciente e para a pesquisa e passam despercebidos todos os dias”, disse o professor Mitchell. Com a escassez de enfermeiros, “qualquer coisa que destaque a importância do papel que desempenham em nossa comunidade é vital para a contratação e a retenção”.

O prêmio também foi listado no quadro de reconhecimento pelo trabalho durante o COVID-19, destacando os premiados pela sua contribuição durante a resposta da Austrália à pandemia. O professor Mitchell é membro do Grupo de Liderança do Grupo de Trabalho Nacional de Testes de COVID e liderou o programa de alojamento durante a pandemia como diretor executivo de Prevenção e Controle de Infecções na quarentena em Victoria.

O compromisso do professor Mitchell com a prevenção e o controle de infecções é apoiado pelo governo e pela indústria. Em 2022, ele recebeu uma bolsa de 1,5 milhão de dólares australianos do Conselho Nacional de Saúde e Pesquisa Médica para continuar estudando a prevenção de infecções adquiridas na assistência médica. No mesmo ano, ele se tornou o primeiro enfermeiro a receber um prêmio do governo federal por excelência em pesquisa médica e de saúde. Posteriormente, em 2023, ele recebeu 1,5 milhão de dólares australianos do Fundo para o Futuro da Pesquisa Médica para ajudar a prevenir a pneumonia associada à assistência médica.

As bolsas e o prêmio foram fundamentais para que o professor Mitchell entrasse no Salão Internacional da Fama de Pesquisadores em Enfermagem no ano passado.

Membro do Colégio Australiano para Prevenção e Controle de Infecções e do Colégio Australiano de Enfermagem, o professor Mitchell é editor-chefe da revista internacional Infection, Disease & Health e ex-presidente de um comitê do Conselho Nacional de Saúde e Pesquisa Médica, encarregado de revisar as diretrizes nacionais de controle de infecções para hospitais australianos.

Dez por cento dos pacientes (165.000 pessoas por ano) podem contrair uma infecção que não tinham antes de ir ao hospital. Apesar do aumento da morbidade, mortalidade e resistência antimicrobiana (sem falar na duração da estadia), as estratégias para prevenir infecções relacionadas à assistência médica são baseadas em evidências de baixa qualidade. Portanto, o professor Mitchell tem se concentrado em aumentar a segurança dos pacientes encontrando melhores formas de reduzir as infecções. “Fazer a vida um pouco melhor não é bom apenas para o paciente, mas também para a comunidade, porque podemos aumentar a capacidade do hospital e liberar leitos para cirurgias eletivas”, afirma.

O professor Mitchell concluiu seu doutorado na Universidade Católica Australiana em 2013. Atualmente, é professor de Pesquisa em Serviços de Saúde e Enfermagem na Universidade de Avondale, que oferece o primeiro curso de enfermagem da Austrália, de acordo com a classificação dos estudantes.

A versão original deste artigo foi publicada pelo site da Adventist Record.

arrow-bracket-rightComentárioscontact